Grandes nomes da música estão na 3ª edição do São José de Ribamar Jazz e Blues Festival

Depois de levar milhares de pessoas para Barreirinhas e São Luís, no Maranhão, o clima contagiante do jazz e blues faz sua morada em São José de Ribamar nesta semana. O São José de Ribamar Jazz e Blues Festival terá, em sua terceira edição, shows de grandes nomes da música, que ocorrerão entre os dias 4 e 6 de novembro de 2016, na Praça da Basílica.


 Siga-me nas redes sociais: Facebook (perfil / página) / Instagram (@mauricioaraya) / Twitter (@mauriciojorbr / @mauricioaraya) 

A expectativa de público para esta edição é de superar os números da segunda edição, que foi de cerca de 4 mil pessoas, segundo os organizadores.

Grupo Dobrando a Carioca é uma das atrações do festival
Grupo Dobrando a Carioca é uma das
atrações (Foto: Marluci Martins)

Na sexta-feira (4), o festival vai apresentar três atrações: Marcus Lussaray e quarteto às 20h15. Na sequência virão, Ceumar e trio, de Minas Gerais; e Jefferson Gonçalves e Kleber Dias, do Rio de Janeiro.

No sábado (5), o evento conta com quatro atrações e tem início mais cedo, às 19h30, com a apresentação da Orquestra Filarmônica de Sopros Sesc Musicar; seguido da cantora maranhense Anna Claudia; Thiago e Arismar do Espírito Santo, de São Paulo; e da diva carioca Taryn Szpilman, com apresentação repleta de temas clássicos do jazz, do blues, do soul, do rock clássico, homenageando artistas revolucionários destes gêneros que brilharam entre as décadas de 40 e 70, durante o espetáculo intitulado ‘Noveau Vintage Café’.

No domingo (6), a noite é aberta por Daniel Lobo, do Maranhão; em seguida, sobem ao palco Chico Pinheiro e trio, de São Paulo; e o grupo Dobrando a Carioca, formado pelos músicos Zé Renato, Jards Macalé, Moacyr Luz e Guinga.

Veja, abaixo, a programação completa:

Sexta-feira (4)
Sábado (5)
Domingo (6)

Oficinas abrem 3ª edição do São José de Ribamar Jazz e Blues Festival

O ponto de partida do São José de Ribamar Jazz e Blues Festival foi dado desde a última segunda-feira (31), com a realização da oficina de guitarra, ministrada pelo músico maranhense Marcus Lussaray, na escola estadual Centro de Ensino Estado da Guanabara.

Oficinas deram a largada do São José de Ribamar Jazz e Blues Festival
Oficinas deram a largada do São José de Ribamar Jazz e Blues Festival

Na ocasião, Lussaray falou sobre os diversos gêneros musicais destacando o jazz e o blues, que ainda são pouco conhecidos pelos participantes. Também interagiu com os alunos e deu pequenas amostras do que vai apresentar em seu show nesta sexta-feira, dentro da programação musical.

Toda a oficina foi baseada na iniciação musical, para que todos entendessem a atmosfera do festival e conseguissem perceber os estilos e a questão do improviso, e levar este conhecimento para a hora do show
Marcus Lussaray, músico

Na terça-feira (1º), segundo dia de oficinas, o músico Ivaldo Guimarães (licenciado em música), ministrou a oficina de musicalização com recursos digitais, que foi dividida em duas etapas. Na oficina, os alunos tiveram acesso a um conteúdo introdutório de musicalização. Também conheceram e aprenderam a utilizar um software de edição de partitura.

Quem participou da oficina aprovou a iniciativa do festival que contou com a parceria da direção da escola. “Foi muito boa a oficina porque aprendemos coisas novas, e pudemos saber dar valor a esta arte. Eu quero aprender e exercer esta função. Quem sabe estudar música e viver dessa profissão”, comentou o estudante do segundo ano do Centro de Ensino Estado da Guanabara, Anderson Cantanhede da Silva.

Nós buscamos fomentar a formação de uma plateia inteligente, dotada de conhecimento básico para desenvolver uma sadia apreciação musical, além de proporcionar, aos participantes das oficinas, os benefícios que orbitam o desenvolvimento da musicalidade
Ivaldo Guimarães, músico e coordenador de oficinas do festival

Celebrar o mundo da música e estar em contato com o que ela pode disponibilizar, também, foi outro ponto positivo visto por Daniel Azevedo, aluno do segundo ano do mesmo Centro de Ensino. “Quero poder aprender a fazer partituras e, no futuro, poder até ser um professor”, vibrou o estudante. “A música incentiva a raciocinar mais, e desperta o sentimento e o interesse das pessoas”, acrescentou.

Alunos participaram de oficinas de música em São José de Ribamar
Alunos participaram de oficinas de
música em São José de Ribamar

Durante a oficina, a diretora do Centro de Ensino, Janne Mary, comentou que este tipo de benefício aos alunos só reforça a necessidade de agregar outros conhecimentos nas instituições. “Ver esta oficina funcionando dá força para que mais ações educativas sejam colocadas por toda a cidade”, disse. Sobre o sucesso das oficinas, ela foi enfática: “Música e escola devem sempre andar juntas. Isso sempre irá funcionar”, completou.

Incentivo de empresas

O São José de Ribamar Jazz e Blues Festival é realizado pela Tutuca Viana Produções, e conta com os patrocínios da Vivo, por meio da Plataforma Vivo Transforma e do governo do Maranhão, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e ao Esporte; e os apoios culturais da Prefeitura Municipal de São José de Ribamar, do Sesc, Sebrae, Clara Comunicação, Tory Brindes, Taguatur Turismo, TV UFMA, TV Mirante e Grand São Luís Hotel.

A plataforma Vivo Transforma promove a democratização do acesso à cultura e o envolvimento das comunidades em iniciativas voltadas, principalmente, à música. Em 2016, serão mais de 90 projetos apoiados por meio das leis de incentivo fiscal, em diferentes regiões do país, com foco em transformação social, revelação de novos talentos e valorização da cultura nacional.